Geralmente, empresas procuram trabalhadores e oferecem salário a eles. Mas a proposta de Edson Almeida, 27, é outra: ele se prontifica a pagar R$ 1.000 para quem lhe conseguir emprego como mecânico montador ou em “qualquer função profissional” diferente. Morador de Cubatão (a 56 km de São Paulo), ele está desempregado há um mês e com